Enigma

Bem antes,

Dias em sombra

Noites ao vento

O tempo sob medida.

E o sonho tão almejado,

Ainda distante a inflamar a alma

Então, de soslaio, estão momentos

Com um caminho a prosseguir e a perseguir.

Eis um pensamento otimista!

Se não, um eterno retorno

Dia após dias

E assim permite

Ser consumido lenta e avidamente

Seja em ação ou repouso, como for

Nada importa, não há com que ou quem importar

Sem a menção da distância, tão perto tão longe

Você aparece, assim…

Misterioso como a noite sem lua

Sob estrelas cadentes,

Ainda pendentes

A espera da vez, a próxima quem sabe…

Anúncios

~ por Márcia Vidal em fevereiro 2, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: