Humanos em mutação

humanos

Para alguns é comum não falar nem cumprimentar. É uma forma de respeitar “limites”. Para outros é indiferente. Humanos são mutáveis e imutáveis. Mas, há semelhanças e controvérsias sobre isso.

De todas as complicações cotidianas, apontamos em primeiro lugar. Não adianta culpar a tecnologia, a Internet, muito menos eu-sou-assim-mesmo. Até bem pouco tempo, a culpa era do governo, se não do diabo. Na verdade, somos os réus de toda essa complicação, sem que admitamos.

Apesar disso a válvula de escape é partir para terapias, drogas ou comportamentos insanos. Sabemos que agindo assim, colheremos a piedade ou seremos deixados de lado. Melhor dizer, daremos uma trégua à situação.

Bem, o que ainda há a fazer? Não sei – ouvimos. Mais uma tentativa – dizem. Porém, tais respostas estão em nós. É impossível buscá-las nos livros de autoajuda ou qualquer outra coisa que a princípio alivia. Depois, angustia.

O melhor caminho é nos aturarmos no mesmo espaço, utilizando um suposto conceito para tolerância. A solidão é sugestiva, aqui. De qualquer maneira, é inevitável produzir algum som da própria consciência, já que sempre manteremos esse tipo de contradição…

Anúncios

~ por Márcia Vidal em fevereiro 13, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: