Carmen

Um arqueólogo busca saber o verdadeiro nome de uma cidade na Espanha. No caminho, encontra um homem com quem trava amizade e o acompanha à estalagem mais próxima.

Na verdade, o novo amigo se chama José Navarra e segundo seu guia, é um bandido procurado e que vale muito dinheiro como recompensa. Assim, sem pensar muito, seu guia foge na madrugada para denunciá-lo às autoridades.

Não concordando com tamanha atitude, o arqueólogo avisa José Navarra que escapa mais uma vez.

Após algum tempo, assistindo um espetáculo na cidade de Córdoba, o arqueólogo conhece Carmen, uma cigana atraente que o convida para ler seu futuro. Coincidentemente, reencontra José Navarra que o livra dos golpes da companheira.

Mais uma vez, eles se reencontram. Porém, José Navarra está preso e prestes a ser enforcado devido a seus crimes passados. Então, com pouco tempo de vida e sem chances de fuga, resolve contar sua história ao jovem, pedindo em seguida que entregue um anel com um bilhete a uma mulher.

A situação por qual passa se deve ao louco amor que sentia por Carmen. Antes, exercia o cargo de oficial espanhol. Mais tarde, ao conhecê-la, tornou-se contrabandista e depois, bandido. Nesse caso, cansado das perseguições e sem conseguir prendê-la para si, mesmo com as infidelidades, age de forma impulsiva e trágica ao ver seu sentimento negado.

A mais famosa das novelas de Prosper Merimée, foi adaptada a ópera e diversas vezes ao cinema.

Anúncios

~ por Márcia Vidal em agosto 26, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: