Crianças invisíveis

Realizado no Brasil, na Itália, na Inglaterra, na Sérvia, na Burkina Faso, na China e nos Estados Unidos, os sete curtas descrevem bem a realidade de crianças que convivem com os absurdos da vida.

Inicialmente, eis a história de meninos guerrilheiros que aparentemente demonstram frieza ao trocar tiros diante de outros. Depois, um garoto que está prestes a sair da prisão e está resolvido a ser barbeiro para garantir seu futuro.

Ainda, um fotógrafo que tem síndrome do pânico a partir do momento em que revê fotos de crianças tiradas na guerra.

Por outro lado, Blanca desconhece que tem AIDS assim como seus pais. No colégio, é vítima de preconceitos e violência, mas acaba buscando uma saída.

Em seguida, dois meninos roubam um Rolex e trocam por dinheiro e fichas para usufruírem dos brinquedos no parque de diversões.

E como parte do nosso cotidiano, dois catadores sobrevivem com reciclados e pequenos serviços.

Por fim, duas meninas com tipos de vidas diferentes, mas que enfrentam perdas semelhantes.

Com a participação de oito diretores consagrados, a renda do filme foi destinada para a Unicef e para o Programa Mundial contra a Fome. Logo, Crianças Invisíveis é um projeto cuja criação teve o intuito de despertar e causar a conscientização social para o sofrimento infantil.

Anúncios

~ por Márcia Vidal em agosto 13, 2008.

Uma resposta to “Crianças invisíveis”

  1. Seu blog está sensacional!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: