O Homem elefante

Ele era tão horrível que todos evitavam qualquer proximidade, mas quando isso acontecia, tornava-se parte de um espetáculo de horrores.

Jonh Merrick, mais conhecido por homem elefante, devido a uma anomalia congênita, vivia seus dias com muito torpor e sofrimento. Sua vida se resumia a um lugar sujo e frio, senão uma atração, quando exposto ao público. Descoberto por um médico, Dr. Treves, esse passa a tratá-lo não só fisicamente, mas também emocionalmente fazendo aceitar-se como um ser humano diante de outros.

Aos poucos, Merrick vai perdendo o medo e a vida se torna uma dádiva, após tantos tormentos passados. Ganha confiança, amigos além da privacidade.

Apesar das mudanças, sua aparência ainda é um motivo para despertar o humor nas pessoas. O guarda noturno que trabalha no hospital em que reside, sempre encontra uma maneira de expô-lo ao ridículo. E em uma delas, seu antigo responsável aparece e inconformado com o conforto de Merrick, leva-o sob seu encalço para fora de Londres.

Novamente, sua vida volta a ser um pesadelo, agravando ainda mais a sua saúde. Assim, com outras aberrações (irmãs siamesas, anões e outros) e não suportando mais conviver com humilhações, todos resolvem fugir, levando-o junto. Porém, Merrick segue de volta a Londres.

Baseado em fatos verídicos, o filme foi uma adaptação de manuscritos do Dr. Frederick Treves mais uma parte da publicação de Ashley Montagu. Segundo um documentário, Jonh Merrick tinha uma irmã com o mesmo problema.

Logo, o filme mostra que nem sempre a aparência diz absolutamente tudo da pessoa, coisa sem importância para a maioria. Durante a sucessão das cenas, sentimos pessimismo, piedade, tristeza, mas depois vemos o personagem como alguém perfeito e sedento de conhecimentos. Enfim, ele mostra o lado bom e ruim no comportamento humano quando visto do início ao fim, no drama.

Anúncios

~ por Márcia Vidal em abril 7, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: