Filmes proibidos

 Filmes proibidos

Narrado em primeira pessoa, o romance mostra um lado de Bruna Lombardi diferente das novelas e filmes.

Retornando de uma sessão de cinema, uma jovem encontra, casualmente, um desconhecido, envolvendo-se de forma intensa e ardorosa, em seguida. Entre juras e loucas declarações além de aventuras fora do país, o relacionamento se desgasta com os desaparecimentos e aparecimentos inesperados do outro, devido ao seu trabalho.

Então, tentando retornar a sua vida de antes, mas sempre regredindo por causa do forte sentimento e das calorosas desculpas do desconhecido, passa a viver de forma banal sem se dar conta de outros amanhãs. Quando conhece um roqueiro e mantém uma relação distinta da passada, mas isso não a faz esquecê-lo por algum tempo depois, criando assim, um eterno retorno de emoções com um novo reencontro.

A história retrata algo que pode acontecer com qualquer um de nós e deixa claro que dependendo do momento, a emoção fala mais alto que a razão. Desse modo, uma hora, torce-se pela protagonista, se não pela sua felicidade longe do desconhecido, pois desejamos assim como ela, o fim para esse conflito.

Em vista disso, a sensação de garimpo na leitura é a busca de respostas que mudam o sentido no meio da trama e nos surpreendem a cada página, no decorrer do romance.

Anúncios

~ por Márcia Vidal em março 25, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: