Os tolos morrem antes

Os tolos morrem antes

Jovem que passou a juventude em orfanato, tenta ser famoso como escritor. Após muitas lutas, cheias de vitórias e fracassos, passa a conviver entre a fama, o poder e a traição.

Conhecido pelo seu romance O Poderoso Chefão, neste Mario Puzo dá um toque existencialista através da dissecação das angústias do personagem principal.

Inicialmente, o romance discute e compara três personagens que, embora fanáticos pelo jogo em Las Vegas, possuem destinos diferentes, quando um deles, Jordan, resolve por fim à vida.

Isso deixa Merlyn e Cully sem respostas, e é durante a sua vivência que eles encontram a resposta do passado.

Porém, é Merlyn que entende o sentido de tal ato praticado por Jordan e outros personagens que serão descritos no desenrolar do romance, tais como Osano (o escritor que desvalorizava as mulheres), Janelle (sua amante que se colocava em pé de igualdade com os homens) e Artie (seu irmão sempre honesto e bom).

Para Merlyn, só “a virtude é a sua própria recompensa e tolos são os que morrem” porque ninguém é capaz de viver e sofrer sem tirar algo do que passou. E somente ele sobreviveu às quedas e às ascensões, sem se voltar ao passado.

Anúncios

~ por Márcia Vidal em março 24, 2008.

2 Respostas to “Os tolos morrem antes”

  1. Mario Puzo é um grande escritor, O Poderoso Chefão tenho como ícone de sua obra literária. Não conhecia Os Tolos Morrem Antes, vou procurar fazer a leitura do mesmo mais adiante.

  2. Uma grandiosa obra. Recomendo a todos, mas principalmente a quem, assim como eu, se atrai pela magia de Las Vegas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: