A Leitura e as novas mídias: certezas e incertezas

Certeza da incerteza

O momento pelo qual passamos apresenta muitas mudanças. E a principal delas é o advento da “sociedade da informação”.

Diferente da Revolução Industrial em que a máquina era o ápice de tudo, o que se define atualmente de Nova Economia é o uso da informação intensiva. Isso permite o aumento da produtividade e redução da mão-de-obra, além de exigir uma “melhor formação intelectual” dos que atuam no mercado.

A globalização, com suas vantagens e desvantagens, impõe regras que fazem parte da formação de uma nova sociedade, caracterizada pelo neoliberalismo desenfreado.

Segundo Pedro Demo, há quatro chaves que explanam esta nova realidade: a busca de talento, a perfeição nos resultados, a disponibilidade de forças e a busca da forma correta para agir.

No dia-a-dia, isso acontece freqüentemente. Por exemplo, quando procuramos emprego, o que vai importar é o talento, sem se levar em consideração a experiência. Uma vez trabalhando, a empresa exige a perfeição do empregado, sua ferramenta de trabalho, e a execução de múltiplas funções. Porém, quando a ferramenta se torna inválida com o tempo, é descartada friamente, substituída por uma outra, sem dificuldade. Neste caso, ainda prevalece à oferta pela procura, ficando esta situação sempre cíclica.

Relativo a isso, Pedro Demo descreve dez dinâmicas: predominância dos processos descentralizadores, prevalência do retorno crescente, normalização da plenitude, privilégio da liberdade, honra ao trabalho, importância à produtividade, mudança do sentido de espaço, adoção do desequilíbrio sustentável, comando da tecnologia e desprezo às oportunidades.

Torno a citar a relação do empregado com uma empresa, onde inexista a figura de um chefe de setor, cuja prioridade é surtir a coleta de “frutos”, gerados pela tecnologia. O homem se torna apenas uma peça que não vem a influir em nada, mesmo “vestindo a camisa” da empresa.

Sob o ponto de vista da leitura e formação do leitor na sociedade contemporânea, a problemática está vinculada aos novos suportes da informação. Fazendo uma retrospectiva histórica, tudo começou com o livro; em seguida, o rádio; mais tarde, o cinema; depois, a televisão; e agora, o computador.

Sempre presente em todos os setores da vida humana e como algo fundamental e complementar, o computador, aos poucos, vai modificando uma sociedade com seus apetrechos e manhas, influindo profundamente no comportamento humano. Uma vez acomodado, a tendência é o homem cultuar a solidão e atrair novos problemas de saúde, como stress, lesões por esforço repetitivo, entre outros.

Mas ressalto que a adoção destes novos meios tecnológicos prioriza somente algumas classes sociais, porque para as mais carentes, o único meio de obter informação, continua sendo o rádio ou a televisão.

Diante disso, as pessoas são propensas a reduzirem seu esforço intelectual, já que a tecnologia se encarrega de tudo. Sem generalizar, ainda há aqueles que resistem a estas mudanças e continuam buscando conhecimento, procurando livros ou jornais, entre outros. E tudo isso depende, exclusivamente, da cultura.

É interessante observar que algumas crianças, assim como alguns adolescentes e adultos, recusam-se a ler livros reais, mas quando se trata de alguma coisa virtual, se torna bem-vindo. E isso dificulta um pouco o desenvolvimento através de outros tipos de linguagem.

Assim, temos certeza do que pode vir a acontecer: uma acomodação causada pelo virtual, além da incerteza de até quando existirão ainda aqueles que não se deixam manipular por essa pretensa evolução, buscando o apoio e suportes antigos para alimentar seu conhecimento.

Anúncios

~ por Márcia Vidal em março 23, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: